Sábado, 10 de Abril de 2004
A Cidade de Angra do Heroísmo

Assente ao sul da Ilha, sobranceira, na sua parte central a uma angra que lhe deu o nome, fica a Muito Nobre, Leal e Sempre Constante Cidade de Angra do Heroísmo. Primeiramente apenas Angra e a seguir Vila de Angra. Por carta de D. João III, passada em Évora a 21 de Agosto de 1534, cidade de Angra, atendendo aos muitos serviços prestados pelos seus moradores e ainda por estar a mesma Vila muito acrescentada e enobrecida; por alvará de D. João IV, datado de 1 de Abril de 1643, antepuseram-lhe o advérbio e o adjectivo de Sempre Leal cidade de Angra; mais tarde, por carta régia de 12 de Janeiro de 1837, passou a ser Muito Nobre e Sempre Leal e Constante Cidade de Angra do Heroísmo, sendo ao mesmo tempo, condecorada com a Grã Cruz da Antiga Ordem da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito, que muito orgulhosamente sustenta na ara Municipal.



Vista da Cidade para o Ilhéu das Cabras

 


Noutros tempos, antiga capital do Arquipélago e duas vezes capital do Reino é a mais pitoresca e formosa cidade de todo o arquipélago Açoriano, pois circunda a Baía de Angra que tem a configuração de grande anfiteatro, que lhe dá natural beleza panorâmica com a pequena mas alterosa península do Monte Brasil, à frente, entrando pelo mar e constituindo, por assim dizer, a guarda avançada de, cidade a dominar as baías de Angra ao nascente e do Fanal ao poente. Oferece aos visitantes um dos mais surpreendentes panoramas dos Açores. Ainda no dizer do Professor Armando Narciso, Angra foi velha capital e corte e é a pequena Roma desta pequena cristandade que os mares rodeiam; mãe de aventureiros que correram todos os oceanos, mãe de heróis que pelejaram em cem batalhas.


Tem quatro paróquias e no seu maior comprimento estende-se por dois quilómetros desde os antigos portões de S. Pedro aos de S. Bento. Segundo o mapa topográfico do célebre Linschoten, levantado em 1595, o traçado central da Cidade é quase o mesmo desse tempo, havendo apenas alguns becos e travessas que desapareceram. Ultimamente na parte leste se abriram novas ruas e praças, que apresentam magníficos edifícios.


 

Varandas e Janelas das Casas de Angra do Heroísmo

 

Como excelente parque, tem o Monte Brasil, com os seus quatro picos dos quais, principalmente do Pico das Cruzinhas, se disfrutam belos panoramas e se respira um puríssimo ar, embalsamado pela intensa e frondosa vegetação arbórea que ali predomina, entre a qual um pinheiral disposto na encosta do monte fronteira à baía.
No istmo que liga o Monte Brasil à cidade, está edificado o Castelo de S. João Baptista e do outro lado da Bala, à ilharga dele, o Castelo de S. Sebastião, muito mais pequeno, mas mesmo assim, ainda de tamanho e traçado considerável. Qualquer um destes castelos renascentistas, principalmente o primeiro, são dignos, de ser visitados.


No centro da cidade se erguem os edifícios públicos, entre eles avultam a Câmara Municipal, o Palácio Bettencourt, Biblioteca Pública e Arquivo Distrital, a Alfândega e ainda o imponente Palácio dos Capitães Generais, antigo convento dos jesuítas e um dos primeiros edifícios públicos da cidade, residência dos antigas governadores e capitães generais dos Açores, de D. Pedro IV, de D. Carlos e de D. Amélia e dos presidentes da República que por esta Ilha têm passado. Foi neste palácio que tiveram lugar as sessões da Regência presididas pelo Duque de Palmela.


 

Edifício da Câmara Municipal e Igreja da Misericórdia

 

Os templos mais notáveis são: A Sé, grandiosa igreja, a maior dos Açores e a Catedral da Diocese; a Igreja de S. Francisco, anexa ao antigo convento franciscano, hoje Museu, panteão terceirense onde jazem sepultados Paulo do, Gama, que morreu na Terceira, ao voltar da Índia; João Vaz Corte Real, descobridor da Terra Nova, a Condessa de Almada, D. Joana Corte Real, filha de João Vaz, Afonso Gonçalves Baldaia.


Há no coro superior da Igreja, em cada uma das paredes laterais, dois painéis de azulejos, de bom valor artístico, representando cenas da vida de S. Francisco de Assis e um bom cadeirado de cedro no coro da capela mor onde também se encontram paineis de azulejos muito apreciáveis; a Igreja do Colégio, anexa ao antigo convento dos Jesuítas, é também um templo digno de visita não só pelas admiráveis telas, que lá existem como também pelas invulgares decorações em ouro, sobre pedra de cantaria, trabalhos de talha e artísticas esculturas; a Igreja de S. Gonçalo, anexa ao antigo, convento do mesmo nome é notável pelos seus painéis de azulejos, ricos na verdade e pelas suas telas; a Igreja da Misericórdia, a mais moderna de todas, sobranceira ao cais de desembarque, é de proporções majestosas e elegantes. Das Igrejas paroquiais - com excepção da Sé - temos a Igreja da Conceição, pela riqueza da sua capela-mor em retábulos e obra de talha.


 


Igreja da Misericórdia e Igreja do Colégio

 

A igreja de Nossa Senhora do Livramento, anexa ao Asilo de Infância Desvalida, antigo convento de Santo António dos Capuchos, com bons azulejos sobre a vida de Santo António, tem também, na capela-mor, boa obra de talha.

Possui a Cidade um belo jardim público em dois planos, com uma passagem arborizada, que vai até ao monumento erguido à memória de D. Pedro IV, vasto largo, de onde se goza um belo panorama sobre a cidade e arredores.


 

Vista do Jardim e do Pico da Memória

 

Como, subúrbios e boas estâncias de veraneio, tem o Caminho de Baixo, Pico da Urze e S. Carlos.

(Maria Alice Dias, in "Ilha Terceira", 1982)



publicado por sys.systen às 18:08
link do post | comentar | favorito
|

Informação
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

carlos moreira

Petição para libertar o s...

Terceiraçor Moto Club Pri...

Noiva de programador de j...

Violação de menor em Pont...

GMC Pad, o Carro-Casa do ...

Windows Vista Build 5308 ...

Virtualização: Microsoft ...

Internet Explorer: É grav...

Um novo systema operativ...

NASA exibira na quarta, a...

Casal termina relacioname...

arquivos

Maio 2007

Janeiro 2007

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Setembro 2004

Agosto 2004

Abril 2004

links
as minhas fotos
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds